Couro na decoração

Não foi só no guarda-roupa dos brasileiros que a invasão do couro foi predominante. Além das roupas e acessórios, os móveis feitos com o material estão fazendo sucesso entre os amantes de decoração. Tanto que na amostra Casa Cor, móveis em couro fizeram parte de vários ambientes.

Para Ana Maria Vieira Santos, que vende móveis de couro em São Paulo, o couro é a moda em decoração da atualidade. Na sua loja são vendidas, com exclusividade, sofás e poltronas da Rauph Lauren. "A qualidade do couro usada na fabricação das peças é bem diferente do couro brasileiro: é mais macio e tem um brilho muito bonito. Não vejo desvantagens em adquirir um peça como essas", diz Ana Maria.

eSobre tapetes persas   quadros para sala    modelos de cortinas

Márcio Farias, arquiteto especializado no material, prefere dizer que o couro nunca esteve fora de moda. "É um material bastante resistente. E traz como vantagem ao consumidor a sofisticação, praticidade, durabilidade, manutenção e o tempo de vida útil da peça". Como desvantagem, Márcio aponta o preço dos móveis. Uma peça como essas pode variar de U$ 5 mil a U$ 12 mil.sofa-couro-preto

O Grupo Attrium é responsável pela distribuição de várias linhas como Fendi, Living Divani, Wladimir Kagan NY Collection e Matteograssi. Considerada a melhor fábrica de móveis de design em couro do mundo, a Matteograssi está há 120 anos no mercado e produz os móveis da Louis Vuitto e Hermè. Por este motivo, suas peças são as mais procuradas.

Não troque gato por lebre

O preço alto e a falta de conhecimento muitas vezes leva o consumidor a adquirir um produto barato, mas de qualidade bem inferior. Este tipo de ação também acontece em lojas de móveis. Márcio Barbosa faz algumas observações que podem ajudar o consumidor a distinguir o couro legítimo do falsificado: "Na verdade, é mais fácil distinguirmos o couro e seus sub-produtos. O legítimo apresenta todas as imperfeições de qualquer pele animal, como estrias por exemplo. Outro ponto fácil de ser notado é a ranhura (textura) da pele que nunca é perfeitamente homogênea. Além disso, é extremamente resistente e quanto mais velho, usado , mais elegante fica. sofa-couro-marrom

Já os sub-produtos de couro, que são chamados de crosta, trata-se da camada de tecido que fica abaixo da pele do animal. Ela é processada com produtos químicos e passa por máquinas, que aplicam uma textura imitando a ranhura da pele do animal. Esse tipo de couro não apresenta nenhuma das imperfeições naturais, nem a textura homogênea de pele. Está muito mais próximo do plástico do que do couro propriamente dito. O resultado do uso desse tipo de material é que em pouquíssimo tempo de uso, o matéria apresentará tricas ou rachaduras, além de ser extremamente perecível quando é realmente usado. O odor também é diferente, bem como o toque do mesmo.

Além disso, outro grande diferencial é o preço dos móveis em couro. O couro legítimo é pelo menos 10 vezes mais caro que a crosta. O grande problema é que no Brasil, apresentam qualquer coisa como couro; o consumidor mais desavisado, ou mal assessorado, acaba "comprando o gato por lebre", principalmente em função do preço. A decepção acaba acontecendo, inevitavelmente, em poucos meses de uso. Se o problema é preço, a melhor opção é comprar um bom tecido, ao invés de comprar plástico."

eSobre  banquetas para cozinha americana   bar em casa   piscinas igui

Conservação e limpeza

Na limpeza do dia a dia, um pano seco é o ideal. Quanto à conservação, existem loções especiais à venda que podem ser usadas uma vez por ano. É recomendável procurar um especialista.


Gostou? Comente

Copyright eSobre 2014 - Contato - Politica de Privacidade